domingo, 12 de setembro de 2010

órfãos de Kosovo

Tudo começa com a Pangéia, um imenso bloco de terra que, devido a teoria da deriva continental, por lentos movimentos tecntônicos se fragmentou e deu origem aos nossos 6 continentes atuais. A partir dai, os movimentos separatistas só foram expandindo.
Muitos deles pacíficos como o que o antigo Indostão promoveu contra a Inglaterra, liderados por Gandhi numa espécie de desobediencia civil não armada, conseguindo resultados positivos. Mas, infelizmente, a maioria não acontecera dessa forma. O etnocídio dos Balcãs fora em total contraste a essa realidade.
Explicando um pouco sobre o porque de tal guerra. Kosovo queria ser independente da Iugoslávia, mas, por pertencer à Sérvia primeiro deveria ser idependente da mesma.
Comandada por Milosevic, a Sérvia não aceitou tal atitude e aproveitou a questão étnica para acabar com a população local, já que a população de kosovares era em sua maioria albanesa muçulmana e os sérvios, em suma, critãos ortodoxos.
Janeiro de 1998, Milosevic e os líderes Sérvios explodem a guerra do Kosovo. Foram mandadas tropas para a Albânia para eliminar todo e qualquer cidadão de origem muçulmana. Não havia discriminação, homens, gurerrilheiros, mulheres, crianças, TODOS deveriam ser eliminados do país.
Kosovo que, antes da guerra possuia uma população de mais ou menos 1,2 milhões de pessoas, após a mesma, se restringiu à aproximadamente 180 mil habitantes, destes, 120 mil eram apenas crianças, órfãs, os famosos órfãos de kosovo.
A comunidade internacional ficou chocada com tamanha frieza, mas, não podiam fazer muita coisa. EUA apoiava kosovo, mas apenas por questões econômicas, impedindo então a entrada da Rússia na mesma, já que a revanche entre os dois países era clara.
Diante disso, a OTAN a todo custo teve de intervir, lançando a Operação Força Aliada. Mais de 120 mil lares foram precisos para deslocar as crianças que perderam toda a família.
E agora eu me pergunto, sera que valeu a pena? Valeu a pena acabar com um país inteiro? Valeu a pena promover um dos maiores etnocídios da história? Valeu a pena serem lembrados como sanguinários frios e possuíntes do chefe mais idiota do mundo? Para Milosevic talvez sim, já que mesmo após tal conflito e com todos na sua cola desejando o pior dos sentimentos para tal, ainda teve a ousadia de tentar a reeleição. Foi Julgado por crime contra a humanidade e alegou ser inocente e dizer que aquilo não foi nada, com essa maior cara de falso.
Após isso foi sequestrado por Louise Arbour, canadense de 47 anos que enfrentou a oposição dos próprios colegas militares responsáveis por manter a paz no local. Levado para Haia onde ficou exilado e morreu por questões naturais. Fim da guerra? talvez, mas das lembranças não.
Uma guerra recente que deixou para trás os seus órfãos. Órfãos estes sem pátria, país ou dignidade de cidadão. Órfãos esquecidos pelas balas, bombas, incêndios de suas casas. Órfãos que carregam a memória de um passado frio, aterrorizante, triste. Órfãos pertencentes há uma história mais intensa que um filme de terror. Órfãos sem o carinho de uma mãe ou um pai cruelmente torturado. Órfãos com um sentimento de vingança falho. Órfãos descendentes de uma geração "independente, orgulhosa e livre" mas órfãos. Estes são os órfãos, os órfãos de Kosovo.

Fiz um vídeo pra tentar ilustrar melhor o que foi a guerra, as imagens são fortes então, boa sorte.


video

A legenda da segunda parte não saiu então:

1 - Durante 1998-1999, o governo Sérvio realizou uma campanha para eliminar a população de etinia Albanesa de Kosovo; destruindo casas, antigos monumentos albaneses e massacrando milhões de civis albaneses inocentes, homens, mulheres e crianças.

2- Uma força havia se levantado contra o mal instaurado em Kosovo. Essa força era conhecida como Kosova Liberation Army (KLA). O KLA era formado por vítimas; os civis que não tinham onde pedir ajuda. O KLA emergiu de muitos indivíduos para uma força de guerrilha e, finalmente, um exército nacional.

Enfim, indico o filme: Julgamentos de guerra, que conta a história do sequestro de Milosevic pela canadense Louise Arbour. Até :D

2 comentários:

  1. "Fim da guerra? talvez, mas das lembranças não.
    Uma guerra recente que deixou para trás os seus órfãos..." Cara, arrepiei aqui, tu escreve muito bem e o vídeo ficou muito bom, apesar do assunto não ser bom.. Amei Ju.

    ResponderExcluir
  2. sinceramente, me sinto aliviado por nao ser desse mundo. mas isso nao diminui a vergonha que sinto de viver nele, nesse mesmo mundo onde vivem pessoas que me enojam.

    ResponderExcluir